MARIA DE ANDRADE
maria@filmesdoserro.com.br

Maria de Andrade, foi assistente de direção e pesquisadora em diversos documentários e programas de televisão. Dirigiu seu primeiro documentário em parceria com um grupo de estudantes do Ateliê Livre de Antropologia e Cinema da UERJ, o média-metragem Família Tetra, sobre um grupo de jovens do Morro do Cantagalo, Rio de Janeiro. Dirigiu dois episódios dos programas O Mundo da Fotografia e Balaio Brasil, exibidos na televisão a cabo. Trabalhou como assistente de direção de sua irmã, Alice de Andrade, nos curtas-metragens Bijú na Laje, Ela é Que Vê Nós, O Rio do Mar e no longa-metragem O Diabo a Quatro, (deste último filmou o making of). Realizou em vídeo o making of da Oficina de teatro de Juliana Carneiro da Cunha.

Em 2002 foi convidada para desenvolver e dirigir o Festival de Cinema Digital do Jornal do Brasil, ainda em fase de captação de recursos.

No Projeto de Restauração dos Filmes de Joaquim Pedro de Andrade, é curadora, diretora do documentário sobre o processo técnico de restauração e responsável pelo site da Filmes do Serro.

Formou-se em Ciências Sociais na PUC, mantendo seu interesse acadêmico focado sobre o tema: o documentário como argumento antropológico. Aprofundou seu conhecimento e desenvolveu o olhar sobre a estética documental participando de cursos sobre direção de documentário com Eduardo Coutinho e João Moreira Salles. Maria é filha caçula do cineasta Joaquim Pedro de Andrade e da atriz Cristina Aché.





FILMES DO SERRO | Portfolio | Links | Contato
JOAQUIM PEDRO DE ANDRADE | Biografia | Filmografia | Entrevistas | Bibliografia
« volta

2004 © Filmes do Serro

» créditos